.mapa anual de contos infantis desde 10/10/2008

ip-location
Terça-feira, 14 de Setembro de 2010

Inês e o banho

Inês só tem sete anos, mas já toma banho sozinha. Foi uma decisão dela. A mãe compreendeu e incentivou essa decisão. Havia uma explicação para isso. A banheira tem duas portas de um material plástico branco opaco o que torna o espaço da banheira, durante o gelado Inverno, mais quentinho. E desde que entrava na banheira até que saía, Inês tremia de frio, variando entre o tom de pele normal e o tom arroxeado. E toda a família gozava desse privilégio, menos ela, porque estava dependente das mãos que, do lado de fora, a esfregavam. Assim, durante todo o banho a pequena criatura tremia o que a fazia detestar o banho. A pequena que, na praia, não abandonava a água, detestava aqueles momentos incómodos, frios e desconfortáveis. Era muito desagradável! Só estava bem com a torneira da água quente aberta. O vapor de água matinha o ambiente tolerável. E era uma tormenta, sempre que tinha de fechar a torneira. O frio envolvia-a como uma capa fria. Todo o seu corpo tremia! Nem quase se conseguia mexer! Enquanto era pequenina, limitava-se a tremer. À medida que foi crescendo, foi-se queixando baixinho do frio. E esse momento começava logo no momento em que começava a despir a roupa. O seu rosto fechava-se antecipando o medo do frio que a iria agarrar o seu corpo com as suas desagradáveis garras frias. Começava a mostrar indícios de ansiedade num choro contrariado. O que poderia ser um prazer, era, para ela, um autêntico suplício. Detestava as horas do banho! A mãe explicou-lhe que, deixando a porta de correr, que protegia a banheira dos exteriores olhares indiscretos e das incomodativas mãos frias que a esfregavam à pressa para evitar o prolongamento aqueles momentos torturosos, aberta tornava o banho mais frio. Isto deu-lhe que pensar. Por um lado, gostava da atenção que lhe dispensava a família na hora do banho, por outro, aquela temperatura baixa, tornava tudo desagradável. Para a consolar, a mãe deixava-a ficar, durante uns segundos, com o chuveiro da água quente ligado enquanto ia buscar o toalhão enorme onde a enrolava. Eram os momentos mais agradáveis daquele acto de higiene tão agradável e, ao mesmo tempo, tão desagradável! Como a electricidade está muito cara, evitava-se ligar os aparelhos de aquecimento para não aumentar a factura trimestral, que era sempre elevada, e evitar o golpe final de ter de indemnizar a companhia de electricidade por descuidos, durante o Inverno. Uma vez a mãe vira-se obrigada a repartir a factura por três meses, tal era a quantia! Descobriu-se que o irmão, muito friorento, acabava por dormir com termoventilador ligado no quarto dele! Inês nunca vira a mãe tão zangada. Toda a família a fazer sacrifícios e ele que não queria saber de nada! Não podia ser! As mulheres da casa não ligavam qualquer aparelho d aquecimento suportando corajosamente o frio. A partir daquele momento, ele começou a ter mais cuidado!

Uma noite, enquanto a mãe a vestia, depois de a encorajar, a tirar a toalha quentinha que a cobria toda à excepção da ponta do nariz e dos olhos, afirmando que, assim que vestisse a camisola interior, se sentiria quentinha, aquiesceu e trocou o pesado tecido pela camisola interior grossa de algodão branca. Depois de enfiar o corpo no pijama e no robe e os pés nas meias grossas, sentiu-se mais animada. Só faltava o cabelo! A mãe agarrou no secador de cabelo e na escova e logo o calor consolou a pequena alma. Após uns instantes, de cabelo seco e solto, Inês mirava-se no espelho da cómoda com satisfação: cheirava bem e estava muito bonita.

Voltou-se subitamente para a mãe que arrumava todos os objectos utilizados:

- Mãe, a partir de agora tomo banho sozinha! – declarou contente com a decisão tomada.

- Muito bem! – concordou a mãe que já lhe ensinara tudo a respeito dos banhos – Assim terás menos frio!

E deu-lhe um abraço enquanto exclamava orgulhosa e baixinho:

- A minha menina está a ficar crescida!

E assim foi. A partir daquela noite, Inês passou a tratar de si e as horas frias e desagradáveis tornaram-se muito felizes. Molhava-se, lavava a cabeça com champô, tirava a espuma com água, e colocava o amaciador. Lavava o corpo com gel e, depois, retirava a espuma com água e, de seguida, o amaciador que lhe empastava os longos cabelos castanhos. Sorriu satisfeita à toalha que esperava a um canto seguro da banheira. Enrolou-se nela, limpou-se e saiu cautelosamente evitando tropeçar. Daí a uns minutos, estava pronta a secar o cabelo. Para grande surpresa da mãe, escolheu secar o cabelo também. Afinal, aquela estava doente e teria de se desembaraçar. Entrou minutos depois no quarto da mãe: estava linda! Olhou-se orgulhosamente no espelho. Conseguira! Livrara-se dos banhos gelados e da impaciência da irmã mais velha que, chegada a casa, se encarregava, muitas vezes, de lhe dar banho enquanto a mãe preparava o jantar! E passou a gostar da hora do banho de tal maneira que muitas vezes se esquecia de fechar a torneira!

- Inês, estás a gastar muita água. Não pode ser! –repreendia-a docemente a mãe.

E contou-lhe a história da água que estava a ficar doente com a sujidade e que não tinha outra para a substituir uma vez que cada vez, com a subida da temperatura do planeta, choveria menos.

Inês escutou a história com os olhos presos nos da mãe.

- Então não posso deixar a torneira muito tempo aberta, para poder poupar a água!

A mãe sorriu:

- É isso mesmo! – exclamou a mãe sorrindo – És uma menina muito inteligente!

E quase sempre cumpriu!

publicado por fatimanascimento às 02:17
link do post | comentar | favorito
|

.mapa mensal de contos infantis, desde 10/10/2008

ip-location

.mapa diário de contos infantis

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
31

.posts recentes

. A dança da vida

. Inês e a bicicleta

. Inês e o banho

. Uma história de vida

. Inês e o Pequeno-almoço

. Mãe, gostas de mim?

. Inês e a tabuada

. O estigma da beleza

. Inês e a brincadeira

. A Nova Ordem

.arquivos

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Dezembro 2009

. Setembro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

.tags

. todas as tags

.favoritos

. A manifestação de Braga

.links

.contador

Web Counters
stats counter

.URGENTE!

www.greenpeace.pt

.Greenpeace

.leitores on line

online
blogs SAPO

.subscrever feeds